12

Queijo vegetal de mandioquinha (ou batata salsa)

Boa noite!

Como prometido para vocês e para meu marido fiz o bendito queijo de mandioquinha em casa.

Primeiro foi uma surpresa para mim, sempre achei que a tal da mandioquinha era a mesma coisa que aipim e não batata salsa!!

batata_salsa1

Ainda bem que não errei hahahaha! Então vamos lá para a receita retirada do Grupo Receitas Veganas do Facebook postado pela linda Micaela Ganzarolli. A receita é simples e muito fácil, o resultado é bacana e a consistência lembra bastante queijo.

Ingredientes:

1/2 kilo de batata salsa descascada (fiz bastante e congelei mas dá para diminuir bastante a receita);
1/4 de óleo vegetal;
3 colheres cheias de povilho doce;
5 colheres bem cheias de povilho azedo;
2 colheres cheias de amido de milho;
sal a gosto.

Em uma panela cozinhei as batatas com o óleo e um pouco de sal. Assim que estavam bem cozidas desliguei o fogo e coloquei tudo no liquidificador.

100_3685

Bati e acrescentei 2 copos americanos de água, o amido de milho, e os povilhos e continuei batendo. Conferi o sal e foi para a panela novamente.

100_3686

Na panela em fogo não muito alto vai mechendo até virar engrossar e ficar por inteiro bem amarelo e desgrudar do fundo (nesse momento tive que pedir auxilio para o homem da casa pois era muito pesado para meus bracinhos mecherem hehehe). Ficou assim:

100_3687

100_3689

Coloquei em potinhos e na geladeira e no freezer. Prentendo fazer pizza e muitas outras coisas com ele! Mas sinceramente acho que poderia ser mais azedinho, para lembrar mais queijo (eu sei que não é legal esse negocio de lembrar mas era exatamente isso que eu gostava no queijo, o azedinho), já me disseram para usar levedo mas contém glúten 😦

Quero experimentar o tofu caseiro, assim que fizer e der certo posto a receita para todos! E o que sair amanhã de gostosura eu posto a receita!

Beijão :*

Anúncios
6

Sábado maravilhoso e muito criativo – Patê vegano que lembra queijo

Boa noite!

 

Hoje meu dia foi muito especial, teve feijoada vegana no Harmonia da Terra Restaurante (em Balneário Camboriu – SC) e revi todos os meus amigos lindos e queridos veganos e vegetarianos. Foi uma emoção todo mundo junto num lugar maravilhoso e delicioso! ❤

Passei a tarde andando de roller e aproveitando o dia lindo de sol que deu! Essa sensação de endorfina é boa demais, me sinto muito bem depois de dias assim!

Chegando em casa, meu marido pediu algo para comer e queria algum patê ou “maionese”. Então pensei em inventar algo para ele bem gostoso, visto que ele está se tornando vegano e tento fazer tudo que posso para ele não cair na fraqueza de voltar a comer queijo novamente, hahaaha!

Fiz um patê que ainda não sei como chamar, foi uma receita que saiu da minha cabeça e foi direto para a panela, pura inspiração e criatividade. Se alguém já fez algo parecido e tem alguma dica seria muito bacana saber! Deixem comentários me contando 🙂

A receita é a seguinte:

1 copo americano de água;
2 colheres de leite de soja natural (sem açúcar) em pó;
1 colher cheia de povilho azedo;
1/4 de copo de óleo;
2 batatas salsa cozidas;
sal a gosto;
ervas finas a gosto;
azeitonas picadas.

O modo de preparo foi: bati no liquidificador a água com o leite em pó, e depois acrescentei o povilho. Bati muito bem. Depois acrescentei o óleo, e continuei batendo. Acrescentei as batatas e bati até engrossar.
Em uma panela coloquei a mistura e cozinhei até desgrudar da panela, ficou com consistência de recheio de pão de queijo, meio grudento. Coloquei o sal e desliguei. Em um pote acrescentei as azeitonas e as ervas finas. E tranchán!

Pedi uma nota de 0 a 10 pra meu marido e ele deu 10. Ficou simples mas gostoso! Ele colocou no pão e guardei o resto na geladeira, creio que depois quando passar no pão e colocar na sanduicheira ele derreta. Hummmmm.

 

100_3684

100_3683

Daqui a pouco vou testar a receita de Mandiokeijo, e hoje também farei pizza sem glúten vegana. Hoje estou inspirada!

É uma coisa rápida e fácil, para acompanhar biscoitinhos e torradinhas. Usem a criatividade e descubram-se!

Ps: Não comi o pão porque tem glúten hehe, mas Rapha falou que ficou ótimo e comeu quase tudo!

Um beijão e até o próximo post! ❤

6

Quinta-feira preguiçosa – Macarrão de arroz com molho de legumes e curry.

Boa noite pessoas lindas!

Hoje meu dia foi preguiçoso. Primeiro dia oficial de férias e eu aproveitei para dormir até tarde. Acordar todos os dias cedo não é meu forte e como minhas aulas da faculdade são de manhã eu nunca consigo dormir o quanto gostaria.

Então decidi que ia sair para almoçar fora. Aproveitei para conhecer o único restaurante vegano da região o Harmonia da Terra.

E é muito bom! Meu marido aproveitou mais, hoje era dia de panquecas mas infelizmente não dá pra mim né? Aproveitei para comer bobó de grão de bico, purê de batatas salsa e refogado de PTS. Quero ir lá mais vezes!

Então a tarde foi de muito trabalho, no final da tarde fui ao supermercado e depois dei uma caminhada na beira da praia para comer milho verde (que eu amo!). Hoje comecei a sentir vontade de comer muitas coisas que não posso, incluido chocolates =( Fiquei um pouco chateada, mas depois passou. E eu matei a vontade amassando uma banana e colocando cacau em pó por cima, essa papinha me enganou e fiquei feliz de novo 🙂

Aproveitei para experimentar hoje o macarrão de arroz oriental, e como estava cheia de preguiça fiz algo rápido mas ficou muito gostoso! Então vamos para a receita simples, mas serve para inspirar.

Ingredientes:

1/2 pacote de macarrão (de 200gr) de arroz oriental;
Sal e um fio de óleo.
Cozinhei o macarrão conforme as instruções, era minha primeira vez. É super fácil e a mesma coisa que o outro, mas como ele é MUITO fino deixei 1 minuto só, mechendo para desgrudar um dos outros, escorri e reservei.

(Eu cozinhei o pacote inteiro, pois achei que era pouco… mas me surpreendi com a quantidade que deu, então depois de escorrido guardei metade num pote. Só eu e o Rapha (meu marido) jantamos, e ainda sobrou bastante na travessa, mas nós costumamos comer pouca quantidade.)

Molho:

1 cenoura pequena cortada em rodelas finas;
1/2 lata de milho verde;
2 colheres de margarina (usei Bec@l novamente, já me disseram que não era vegana mas achei essa matéria aqui do Vista-se dizendo que ela é sim, tirando o fato de ser da Unilever mas no momento era a única opção que eu tinha);
Azeitonas;
1 tomate picado em pedaços médios;
Paprica da terra a gosto;
1 colher cheia de curry;
Cominho, pimenta e tempeiros a gosto;
2 colheres de amido de milho;
Sal a gosto.

Em uma panela coloquei a margarina e as cenouras. Depois o milho, o tomate, as azeitonas, sempre mechendo. Coloquei 1/4 de xícara de água para não queimar, e adicionei todos os tempeiros, sempre mechendo bem. Quando senti a cenoura mais cozida (não totalmente, gosto dela crocante) adicionei em 1/2 copo americano de água as duas colheres de amido de milho, mechi para desmanchar e adicionei ao molho. Logo que ele engrossou, desliguei.

Em um refratário montei e ficou assim… Tchanrán!

100_3655

100_3656

100_3658

100_3659

Espero que tenham gostado. Ficou muito bom, e fiz em menos de 20 minutos.

Um grande beijo!

 

6

Resultados positivos aparecendo – Panquecas de pts e alho poró veganas e sem glúten

Boa noite!

Estou me sentindo muito feliz e animada, porque mesmo que esteja sendo díficil as vezes, já estou colhendo bons resultados!

O primeiro e muito legal para mim é que quase não sinto mais fome. Antes sentia fome todo o tempo, TODO O TEMPO! Mantia a rotina de comer de 3 em 3 horas mas quando chegava o momento de comer eu queria detonar, e a noite eu sentia uma fome de leão, era surreal. E isso sempre me impedia de emagrecer aqueles quilinhos a mais que ganhei ano passado, depois que me casei. Os preparativos e ansiedade quase me mataram e eu engordei uns 10 kilos. Eu já havia perdido 4, mas estava complicado em perder mais.
E com a nova dieta eu parei de sentir fome. Sinto mas não da mesma maneira, é estranho até! Aconteceu algo similar com algum de vocês quando tirou o glúten? Se aconteceu, me conte!

E acho que por causa disso eu já emagreci, desde domingo perdi 2 kilos!! E estou me alimentando, sem passar fome mas também não estou comendo nada de porcarias. Isso para mim é uma alegria imeeeensa!

Eu sai literalmente pulando de alegria da farmácia hahahahahha!!

 

smiling-laughing-animals (9)

 

Mas agora vamos a receita, hoje vai ser as panquecas de cenoura e molho de PTS com alho poró. Uma delicia, modéstia a parte. Sei que muitas pessoas não são adeptas ao PTS, eu uso só as vezes e gosto um pouco. Mas aproveitem a massa para rechear da maneira de desejarem e usem a criatividade!

Ingredientes massa:

2 xícaras de água;
1 cenoura picada (pode substituir por couve, beterraba, brócolis, ou até mesmo não por e obter uma massa branca, para fazer com recheio doce por exemplo);
1/4 xícara de óleo;
2 xícaras de farinha de arroz;
1 colher sopa rasa de fermento em pó;
Sal a gosto.
Bata os primeiros ingredientes num liquidificador e depois acrescente a farinha aos poucos, até obter uma massa firme. Por último ponha o fermento e bata pouco. Frite as panquecas sem óleo (eu uso uma frigideira da Tramontina que é a única que eu tenho com teflon e não gruda, ótima para fazer panquecas). A massa de arroz fica mais quebradiça, então aconselho a por mais massa na frigideira para não despedaçar tudo.

 

Ingredientes molho PTS

2 xícaras de PTS escura;
Alho poró picado (quantidade a gosto);
Cenoura picada (quantidade a gosto);
1 cebola média picada em cubos;
1 tomate grande picado em cubos;1 xícara de molho de tomate;
1/4 xícara de shoyu;
Tempeiros a gosto (usei condimentos prontos, chimichurri, cominho e pimenta do reino)

Primeiro passo foi hidratar a PTS, lavei em um escorredor e depois coloquei água e vinagre e deixei uns minutos descansando (tirou aquele cheiro de ração). Então em uma panela, fritei a cebola com azeite de olivas e coloquei a PTS para fritar junto. Logo ela começou a grudar na panela, então um pouquinho de água. Coloquei os tomates, o alho poró, as cenouras e fui mechendo. Coloquei o molho de tomates, e logo o shoyu (usei o shoyu para deixar escurinho e para salgar, não coloquei mais sal). Depois os temperos e deixei ferver um pouco. E pronto. Ficou assim:

 

100_3650 100_3649

 

Como ficou bem grossa não consegui enrolar, então dobrei 😛

 

100_3651 100_3652

 

Como a farinha de arroz tem um gosto forte, eu usei alguns condimentos como katchup e mostarda, e uns molhos árabes (Gergiline e Pimentine) para esse processo de adaptação. Meu marido disse que nem sentiu, acho que é porque sou enjoada. Mas ficou bemmmm gostoso!

Espero que gostem!
Um beijão! ❤

 

PS: Eu uso farinha de arroz que não tem glúten, mas dá para usar farinha de trigo e não vou mentir que fica ainda mais gostoso!

16

Iniciando na cozinha – Bolo de cenoura vegano sem glúten

Bom dia!!

Hoje acordei e fiquei muito contente com a repercursão do meu novo blog! Foi um espanto para mim!!! Fiquei assim ó:

 

A happy sheep

Obrigada pessoal!

Voltando a nossa conversa, minha primeira reação ao descobrir tudo que envolvia não comer mais glúten foi pensar: “o que farei com aquele saco de 5 kilos de trigo que eu tenho em casa??? Como substituirei???” Logo eu, que sou adepta a fazer muitos empadões, panquecas, pizzas e etc, me desesperei!

Mas com a ajuda de nossa queria internet, descobri que existe farinha de arroz, que não é a mesma coisa mas que dá pro gasto. Quando fui ao supermercado procurei e tinha: R$6,99 o kilo. Pensei “xi danosse, to lascada!!” (Porque é muito mais cara que a farinha normal, né? Pagava isso num saco de 5 kilos!)

Decidi procurar na casa de produtos naturais e ai meu alívio! R$3,70 o kilo. Logo peguei 1 kilo e vim para casa. Decidi fazer bolo de cenoura, e não é que ficou bom?

A farinha de arroz tem um gosto mais forte que a de trigo, e ainda não me acostumei. Com o bolo até que ficou bom, mas com panquecas por exemplo, que pretendo postar a receita logo a noite, ficou com gosto muito forte =(

Mas vamos ao bolo! A foto tá zoadinha porque eu fiz uma forme enooorme e já acabou, meu marido comeu tudinho! E só lembrei de bater quando já estava acabando =(

 

100_3643

 

Não cresceu muito, acho que pus pouco fermento e usei uma forma muito grande para pouca massa (errando e aprendendo né?). Mas ficou muito fofinho e gostoso!

Receita:

No liquidificador colocar:

1 xícara e 1/2 de açúcar (usei o refinado mas poderia ter usado o mascavo, foi por não ter açúcar mascavo suficiente na hora)
2 cenouras sem casca picadas (usei uma grande e uma pequena)
1/4 xícara de óleo
2 xícaras de água

Bater essa mistura até ficar bem homogênea.

Acrescentar 2 xícaras de farinha de arroz e continuar batendo (pode ir acrescentando aos poucos).

Adicionar 1 colher cheia de fermento e colocar para assar em forma mediana untada. No meu forno demorou uns 35 minutos, mas é bom ir olhando até que o palitinho saia seco.

Para a calda (eu estava com muita preguiça e sono então fiz algo rápido mas da para fazer algo elaborado como um brigadeiro ou algo assim):

4 colheres de creme vegetal (usei Bec@l)
4 colheres de cacau em pó
3 colheres de açúcar

Numa frigideira derreti tudo até virar um creme e coloquei em cima do bolo ainda quente.

Bom apetite!! Quem fizer e gostar pode me contar nos comentários que eu vou adorar!

 

8 vacas

 

Beijos cheios de amor ❤

 

Imagem
11

Começando!

Olá!

Pra quem não me conhece meu nome é Emanoela, mas podem me chamar de Manu. Sou vegana, isso quer dizer que não consumo nadinha de nada de origem animal, e a pouco tempo descobri que sou celíaca, ou seja, não posso comer nada que contenha glúten na composição. Isso inclui praticamente tudo que é industrializado, e reduziu muito meu consumo de alimentos prontos, restaurantes, essas coisas. Decidi cortar tudo mesmo! E procurando pela internet receitas sem glúten descobri que não há muitas opções. Estava quase achando que teria que viver só de fotossíntese, hehe. O que é vegano tem glúten e o que não é tem ovos ou leite, por exemplo. Ai não dá né? Essa semana fui ao supermercado procurar macarrão de arroz, e adivinha? Só tinha massa com ovos, blé!!!

Estou nessa a pouco tempo, e ainda não conheço muitos ingredientes e nem muitas receitas. Estou literalmente aprendendo a cozinhar novamente. Não está sendo fácil mas está dando para o gasto por enquanto. E quero melhorar. E é esse meu objetivo, todos os dias (ou pelo menos quase todos os dias) publicar uma receita, um desabafo, uma história. Então vamos começar com receitas amanhã, porque hoje já está muito tarde.

tumblr_ml6nbihAmZ1rkh3gdo1_500

Um grande beijo!